Top menu Portuguese

Ferramentas para Transformação

A jornada de cada pessoa é única e não há um mecanismo simples que possa ser prescrito para ajudar alguém a fazer uma mudança. No entanto, IdeM tem algumas ferramentas que podem ajudar no processo.

1. Dê uma boa olhada diante do espelho

Um inventário moral de nossas vidas pode ser surpreendentemente útil na revelação de partes da nossa natureza sobre a qual não tenhamos consciência. Como guia, use os valores morais universais de honestidade, pureza, altruísmo e amor absolutos.

Honestidade – não enganar a outros ou a nós mesmos. Pureza – liberdade de ser controlado por nossos desejos ou nossos medos e inseguranças. Altruísmo – um compromisso com a equidade e a justiça e o desejo de compartilhar. Amor – uma qualidade do coração ligada à raiz de todos os valores morais. A prontidão em libertar-se do ódio e do ciúme. Um compromisso com o perdão.

Por que absoluto? Porque nossa natureza é de sempre comparar nós mesmos com outras pessoas de formas que apenas reforçam a crença do que achamos que nós mesmos somos. Assim, por exemplo, podemos dizer “sou mais honesto que a maioria das pessoas” ou “Sou bastante altruísta se comparado a minha mãe”. O ponto sobre esses valores absolutos é que todos ficam aquém. São como a Estrela do Norte – ninguém poderá algum dia alcança-la, mas ela pode guiar nosso caminho.

Dê tempo suficiente para esse inventário – cerca de uma hora pode ser um bom ponto de partida, permanecendo sozinho e em silêncio. Use algo para escrever os pensamentos e revelações que vierem. Olha para cada valor e pergunte-se: Sou absolutamente honesto? Quando foi a última vez que enganei alguém? Como estão minhas declarações de imposto de renda? Eu sempre pago pelos serviços que recebo? Sempre faço as coisas que digo que vou fazer? Eu falo daquilo que realmente acredito? Quão confiável eu sou?

Ninguém precisa ver o que você escrever, então é uma questão de quanto honesto você consegue ser com você mesmo. Não esqueça de incluir as coisas positivas também. Você pode celebrar os momentos quando você foi honesto, puro, altruísta ou amoroso.

 

2. Aja sobre o que encontrar

 

Ao final desse processo, você deve encontrar alguns pensamentos novos em sua própria natureza. Talvez você escute sua consciência mais claramente que antes. É importante agora agir sobre o que você vê. Talvez seja momento de devolver o livro que você “pediu emprestado” há anos, devolver o dinheiro que não é seu. Talvez haja pessoas que você magoou e que precisa pedir desculpas. Talvez você tenha enganado pessoas e precisa, agora, contar a elas a verdade.

Há pessoas que você precisa perdoar? Perdão é um processo que leva tempo, mas o desejo de seguir esse caminho é um importante primeiro passo. Ser honesto com seus próprios erros pode ajudar, já que poderá permitir-lhe andar no sapato do outro e tentar ver as coisas sob a perspectiva dele, experimentando suas tensões e cargas. Em geral a pessoa mais difícil de perdoar somos nós mesmos. Superar as coisas e orar com um amigo de confiança pode ajudar.

 

3. Separe um tempo regular em silêncio

 

Silêncio tem sido, ao longo dos tempos, reconhecido como uma poderosa ferramenta de transformação. Em silêncio acessamos nossa sabedoria interior, a voz da consciência, que místicos reconheceram como a voz divina. Ouvir a essa voz pode prover a inspiração e a força interior para ser um agente de mudança.

A prática que Frank Buchman ensinou era começar cada dia com um tempo de busca interior em silêncio, escrever os pensamentos que venham para liberar a atenção para o próximo pensamento.

Em silêncio também encontramos a voz do ego, e é importante distinguir o ego da voz interior do amor. Alguns autoenganos são mais perigosos que o ego, e podem ser confundidos com a verdade divina. Referir-se constantemente aos valores de honestidade, pureza, altruísmo e amor absolutos podem ajudar a distinguir entre os dois. Compartilhar os pensamentos escritos com amigos de confiança pode ajudar.

É importante agir com o que foi revelado através do silêncio. Uma voz repetidamente ignorada eventualmente se silencia. Esta é certamente a voz da verdade, a voz da consciência.

 

4. Chame outros

 

Seja criativo. Quem são as pessoas chave no assunto que você quer tocar? Quem poderia ser o seu “time dos sonhos”? Abordar as pessoas com sua paixão por mudança, humildemente compartilhando o que você aprendeu e onde precisou mudar pode ser muito poderoso. Esteja preparado para o inesperado! Em silêncio você pode ter tido pensamentos de se aproximar de pessoas improváveis. Às vezes, os pensamentos menos óbvios se tornam a dobradiça que articula uma grande porta.

 

5. Crie esperança para o mundo

 

Quando você começar a ver a mudança acontecer, compartilhe a história e ajude a inspirar outros. Muitas pessoas se mantem passivas porque não tem esperança que coisas possam mudar, ou não acreditam que possam fazer a diferença. Contar a história sobre o que aconteceu com você pode fazer com que outros fiquem motivados a começar eles mesmos seus processos de transformação, ou talvez eles possam se oferecer para seu um apoio para você. Mande-nos um email se tiver uma história que queira compartilhar.